A maestria da sonoridade de Angelo Esmanhotto!

Angelo Esmanhotto é um músico multi-instrumentista curitibano, graduado em Musicoterapia pela Faculdade de Artes do Paraná (hoje UNESPAR). Pesquisador e professor de violão, Angelo também realiza estudos com Sarod(instrumento musical indiano), além de compor e produzir trilhas sonoras para as mais diversas áreas, como cinema, teatro, dança e rádio.

Já lançou 9 projetos com composições próprias e produziu e apresentou durante dois anos os programas de rádio Musica Medieval (musica da idade média), Música Pura (música étnica mundial) e Anahata voltado para a música clássica Indiana para as rádios Rádio Educativa do Paraná Lúmen FM. Sua trajetória na música começou na década de 1960, iniciando os estudos em violão clássico com o mestre Valdomiro Prosdócimo no Conservatório de Música Villa-Lobos, e seguiu realizando diversos cursos voltados à música e ao violão clássico, tendo como seus mestres H. J. KoellreuterSebastião Tapajós Jodacil DamacenoJosé de Almeida Penalva, Ulisses Cazalas (arranjador da Orquestra de Harmônicas de Curitiba), Aylton EscobarJosé Eduardo Gramani e Alicia Lazaro – esses três últimos durante o IV Festival de Música de Londrina.

No inicio dos anos 80 foi um dos membros formadores do CONJUNTO RENASCENTISTA DE CURITIBA. Em 1983 participou da organização do 1º Encontro de Música Antiga do Paraná realizado em Curitiba, encontro que mais tarde se tornou a OFICINA DE MÚSICA DE CURITIBA e três anos depois se mudou para Suíça a fim de estudar na Musik Akademie der Stadt Basel, na Basiléia, onde conheceu o Sarod, num dos cursos ministrados por Ken Zuckerman. Em 1998 participou do curso Tablas Indianas, com o mestre Debasish Dass, em Ouro Preto, durante o 30º Festival de Inverno da UFMG; e em 2003 se formou no curso de extensão A Influência da Tecnologia na Música e Músicos do Século XX do mestre Jon Appleton, em Curitiba.

Ainda na Suíça, Angelo realizou estudos em alaúde medieval, história da música medievalmúsica instrumental, canto de acompanhamento instrumental (com o mestre Richard Levitt), história da notação musical (com a mestra Karin Paulsmeier), análise musical e obras medievais do período do Ars Nova (com o mestre Markus Jans), além de música clássica da Índia (instrumento Sarod – com Ken Zuckerman no Ali Akbar College of Music, Basel). Angelo também participou como músico membro da Orquestra de Música Balinesa.

Como professor atuou ministrando palestras, workshops e seminários de violão clássico, sarod e alaúde em parceria com a Fundação Cultural de CuritibaFaculdade de Artes do ParanáUniversidade do Paraná (setor Deartes)Universidade Federal Fluminense (em Niterói), além de ministrar aulas particulares de música, violão, guitarra, tabla indiana, sarod e sitar, e de músicas da idade média (renascentista e barroca) apresentadas em projeto nas escolas da rede municipal de Curitiba e nas escolas da rede estadual em Pinhas. Também é membro fundador e atuante do trio de violões KERVANSARY TRIO que desenvolve trabalho instrumental voltado para a interpretação do repertório do grupo internacional Guitar Craft criado pelo guitarrista Robert Fripp.

Um mestre, um artista completo! Angelo Esmanhotto é um patrimônio musical e cultural tamanha é sua bagagem artística e conhecimento. Entre os diversos projetos que o mestre participou podemos destacar a produção de trilha sonora para televisão italiana, para o teatro de sombras Karagóz, em parceria com o atelier infantil Pró Criar, além de estudos sobre música espanhola junto ao grupo Neuma, da Universidade de Londrina. Angelo também assinou direções ao longo de sua carreira como o grupo de música clássica indiana Rami, que se apresenta assiduamente nos teatros de Curitiba e o projeto Círculo Koan numa parceria com a Casa Hoffman de Curitiba. Também produziu a série Musicar para a Televisão Educativa do Paraná – programa com temática sobre a função social da música e participou do programa Concertos para a Juventude (Rede Globo de Televisão e TV Cultura de São Paulo).

Sua discografia conta com trabalhos plurais em música, entre eles Valsa de Qumran (1999) em alaúde árabe solo; Coisas Sólidas Q Não Existem (2000) música contemporânea, sequenciador midi; A Água das Coisas (2001) música indiana; Jardim dos Prazeres (2001) música new age, aparelhos midi; In Nova Fert (2002) música contemporânea, aparelhos midi e guitarra elétrica; Tamas (2003) música contemporânea, aparelhos midi e guitarra elétrica; Nonada (2005) música indiana; E o disco Hindustrial – do grupo musical Índios  Eletrônicos de 2007, que você pode ouvir na íntegra clicando aqui.

Em 2009 o artista lançou o DVD do projeto SOLO MÚSICA de música clássica da Índia, realizado no Teatro da Caixa, em Curitiba e que conta com ilustrações e imagens de Daniel Chaves (fotógrafo e designer gráfico). Em 2013 realizou o concerto K’Alma, na Biblioteca Pública Do Paraná. O projeto Cantigas de Roda, de 2014, foi produzido em parceria com o também mestre Fernando Deghi. A parceria no projeto rendeu releituras das cantigas de rodas brasileiras através de interpretações no sarod e na viola. Os músicos realizaram apresentações numa parceria com o Sesc São Paulo.

Cantiga de roda brasileira Peixe Vivo, adaptada para o raga indiano (Sarod):

Em 2015 Angelo criou um projeto a fim de levar música para crianças do ensino fundamental da rede municipal de Curitiba, apresentando suas obras e conhecimento cultural da música medieval.

Prelúdio para Bem Acordar (violão):

Em 2016 iniciou o projeto Na Borda do Campo, e realizou apresentações em diversos espaços culturais da capital paranaense. Confere no vídeo abaixo Borboletas –  uma das músicas do projeto:

Atualmente Angelo produz e apresenta o programa A Outra Margem na rádio É-Paraná. Mais sobre o trabalho do Angelo Esmanhotto você pode acompanhar nos links abaixo:

Youtube

Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *