NA-NUZEANDO: Banda Anacrônica


A banda Anacrônica lançou o EP “Eu acho que vai chover” em 2015 e vive um de seus melhores momentos. Conheça um pouco da história e do trabalho da banda.

Videoclipe de “É mentira”, single mais recente da banda

Bruno Sguissardi, Marcelo França e Marcelo “Gordo” Bezerra já tocavam juntos  desde a adolescência sob o nome de Tetris. Mas é em 2005, com a entrada de Sandra Piola nos vocais, que a banda Anacrônica começa suas atividades.

Lançaram seu primeiro EP em 2006 com as músicas “Delorean”, “Vestígios”, “Deus e os Loucos” e “Totem”. Todas essas seriam regravadas no primeiro disco da banda.

Videoclipe de “Delorean”, do primeiro EP da banda

Em 2009 sai “Deus e os Loucos”: primeiro álbum da banda. Produzido por Tomás Magno, produtor que já havia trabalhado com artistas como Skank, o Rappa, Barão Vermelho, Marisa MonteNando Reis. “Deus e os Loucos” teve uma ótima resposta de mídia e público e levou a banda a tocar pelo Brasil inteiro, ser a única banda independente do palco principal do festival Lupaluna de 2009 e abrir o show da banda Franz Ferdinand em 2010.

“Deus e os Loucos”, álbum completo

O mais novo trabalho da banda foi o EP “Eu acho que vai chover”. Também produzido por Tomás trás três composições da banda, “É Mentira”, “Eu acho que vai chover” e “Um outro lugar” além de uma versão de “Xixi nas Estrelas”, parceria de Guilherme Arantes com o grande Paulo Leminski. A levada dançante do disco teve forte influência de artistas como Cardigans, Moloko, Garbage e Justice. “Eu acho que vai chover” foi gravado em três estúdios diferentes: Praia Bonita, em São Paulo, Toca do Bandido, do Rio, e Áudio Ataque, em Curitiba, e mixado no Sugar Cane Studios em Londres. Financiado coletivamente por um projeto no Catarse, o EP rendeu forte exposição a banda e chegou a ser considerado um dos melhores registros fonográficos da história recente do rock nacional.

Eu Acho que vai chover: EP Completo

Um projeto paralelo da banda que também é bem interessante é o Dardos e Caramelos. A formação do anacrônica, com a adição do pianista Rodrigo Chaves, com repertório de reinterpretações de MPB.

Site oficial
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *