Arte é Amor Seja Onde For: artistas se reúnem em Ato Contra Repressão aos Artistas de Rua!

Arte é Amor, Seja Onde For: artistas se reúnem neste fim de semana em Ato Contra Repressão aos Artistas de Rua após ação repressora da polícia e prisão de músicos que se apresentavam nas ruas de Curitiba!

No último sábado, dia 25/11/2017 a Trajano Reis foi cenário de mais um episódio de violência e perseguição ao artista em Curitiba. O músico Wallace Fabian da banda Nectar Terrestre foi espancado, humilhado e preso durante uma apresentação interrompida pela polícia, tentando salvar seu equipamento e instrumento de trabalho, junto a outros dois músicos e artistas. Várias pessoas foram agredidas.

Arte: Coema Ton

No domingo, dia 26/11/2017 artistas locais, amigos e familiares dos músicos se reuniram em frente ao bar Villa Bambu, na Rua Trajano Reis e realizaram manifestação pacífica com cartazes, música, malabares. O grupo seguiu pelo Largo da Ordem, passando pela Rua São Francisco, realizando trajeto até o 1º Distrito Policial na Travessa da Lapa, onde se encontravam os artistas presos injustamente. Na segunda-feira (27) o grupo se reuniu novamente com mais artistas e produtores locais acionando advogados e políticos, entre eles os  vereadores Mestre Pop, Goura e Pier em favor da liberdade dos artistas. Foi realizada reunião junto à Comissão de Meio Ambiente e na quarta-feira (29) os três artistas deixaram o 1º DP no período da tarde.

Em contrapartida, no dia 28/11/2017, um dia antes de os três artistas serem liberados, os músicos d’A Poltrona tiverem seus equipamentos levados pela polícia, durante apresentação na Rua XV de Novembro. Em resistência ao ocorrido, os músicos Wes Ventura e Abelha Lima publicaram na página oficial da banda no Facebook uma música de protesto contra a repressão que os artistas vem sofrendo na capital paranaense. Confere no vídeo abaixo:

Neste sábado, 02/12/2017, acontece Arte é Amor Seja Onde For, segundo Ato Contra Repressão aos Artistas de Rua e à arte popular, artistas, músicos, poetas, produtores culturais e todos os cidadãos estão convidados a se juntar à causa. O Ato inicia às 11h na Boca Maldita (Rua XV de Novembro) e segue em passeata recolhendo assinaturas e manifestando resistência à opressão política, até o Paço da Liberdade (Praça Generoso Marques), com término previsto para as 14h.

Confira o registro do primeiro Ato Contra Repressão aos Artistas de Rua realizado no domingo dia 26/11/2017. Fotos por Florebela Letícia e Mellito (CWB Resiste).

Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Créditos: Florebela Letícia
Fotos: Melito / CWB Resiste
Fotos: Melito / CWB Resiste
Fotos: Melito / CWB Resiste
Fotos: Melito / CWB Resiste
Fotos: Melito / CWB Resiste

O NA-NU, como representante da arte e da cultura alternativa, e que normalmente se coloca em uma posição neutra como divulgador e fomentador da arte, não pode se manter calado frente à perseguição que o meio artístico vem sofrendo em Curitiba.

Deixamos aqui nossa palavra de apoio à Wallace, ao Edson de Vulcanis,  aos músicos Wes Ventura e Abelha Lima d’A Poltrona, familiares e colegas artistas e declaramos todo nosso apoio às campanhas e atos realizados contra a prisão de Wallace e de outros artistas, contra o preconceito e perseguição à arte e a favor da descriminalização da arte de rua.

#ARTEÉAMORSEJAONDEFOR #ARTEÃOÉCRIME #ARTEDERUANÃOÉCRIME 

Mais arte e cultura? Continue no NA-NU!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *